bancada.pt

“Vieira segue um mau exemplo de um outro presidente do futebol português”

João Noronha Lopes sobe o tom das críticas a Luís Filipe Vieira numa altura em que a campanha eleitoral para as eleições do Benfica entra na fase decisiva.

“Vieira segue um mau exemplo de um outro presidente do futebol português que representa o passado”, criticou Noronha Lopes, em entrevista à Renascença, assegurando que não acredita no atual líder benfiquista quando este garante que será o seu último mandato.

Noronha Lopes sustenta ainda que Luís Filipe Vieira revela “um enorme desrespeito pelos sócios e pelas eleições” quando tenta “designar o seu sucessor como se houvesse um príncipe herdeiro”.

“O Benfica não é uma monarquia”, realça Noronha Lopes, admitindo que no universo encarnado há personalidades com capacidade para gerir o emblema da águia.

Há “muitos benfiquistas capazes de se tornarem presidente do Benfica”, disse, lembrando que ele mesmo é “um deles” e espera que os associados lhe confiem essa missão a partir de 30 de outubro.

Noronha Lopes aproveita para criticar a forma como Luís Filipe Vieira tem encarado a campanha, na qual vai dizendo que será o último mandato até porque o Benfica lhe tem ‘retirado’ tempo para outras coisas que pretende fazer.

“Foge às perguntas dos sócios nas casas, recusa-se debater com outros candidatos, e para quem estar mais um mandato à frente do Benfica é um fardo, vai fazer com sacrifício.”

A campanha para o ato eleitoral tem sido marcada, entre outros temas, por Manuel Vilarinho, ex-presidente do Benfica, que tem sido disputado pela candidatura de Vieira e de Noronha Lopes.

À rádio católica, Noronha Lopes sublinha que com o sem o voto de Vilarinho, o ex-presidente irá ter sempre um lugar de destaque na história do Benfica pelo trabalho desenvolvido no pós-Vale e Azevedo.

“Manuel Vilarinho é meu amigo, sei as conversas que tive com ele, que não vou divulgar, e continuará a merecer o meu eterno respeito como um eterno presidente do Sport Lisboa e Benfica.”

Nestas declarações, Noronha Lopes garante ainda que pretende uma separação entre políticos e clubes desportivos e, por isso, se for eleito como líder do Benfica irá avançar com um documento que explique detalhadamente que agentes políticos no ativo não devem pertencer a órgãos do clube.

“Tem de haver uma maior transparência nas relações entre o Benfica e os fornecedores. Vou fazer propostas para uma alteração de estatutos onde se preveja mais democracia no clube e também uma limitação de mandatos”, concluiu Noronha Lopes.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Desporto ao Minuto é um portal de notícias de desporto, que organiza as últimas notícias e posts das redes sociais dos clubes em Portugal e, em breve, de todo o mundo!

Desporto ao Minuto 2019, Notícias de Desporto de Última Hora

To Top