bancada.pt

Venâncio diz que Vitória voltou aos treinos coletivos sem “receios”

O defesa Frederico Venâncio adiantou que o plantel do Vitória de Guimarães voltou hoje aos treinos coletivos sem “receio” de contágio pelo novo coronavírus, face às medidas de segurança implementadas pelo clube da I Liga portuguesa de futebol.

Depois do regresso ao trabalho no relvado em 04 de maio e da confirmação de três casos de infeção pelo vírus no dia 09, a equipa vimaranense, sexta classificada do campeonato, com 37 pontos, voltou hoje a treinar em conjunto, situação que deixou o central de 27 anos “satisfeito”, até por lhe permitir esquecer, por momentos, o contexto social associado à pandemia de covid-19.

“O receio não houve, porque o clube tomou todas as medidas de segurança para com este vírus. Dentro do campo, estamos tão focados em aproveitar o momento para trabalhar e para estarmos todos juntos, que até nos esquecemos do que se passa à nossa volta. Temos a intenção de voltar à normalidade a que estávamos habituados, mas não o podemos fazer devido à segurança de todos”, disse aos jornalistas, numa videoconferência promovida pelos minhotos.

Com o regresso da I Liga agendado para 04 de junho, Venâncio acrescentou que a questão do contacto entre atletas nas partidas que restam “vai ter de ser esquecida”, tendo defendido que o futebol é “um jogo de contacto” que “mais vale a pena parar”, caso essa preocupação seja permanente.

O defesa-central nascido em Setúbal assumiu ainda que a retoma da competição acarreta riscos de lesão, até pelos “estímulos diferentes aos músculos, principalmente os das pernas” que vão surgir durante os jogos, mas mostrou-se convicto de que a equipa técnica e o departamento médico vitorianos vão baixar esse risco para o “mínimo possível”.

A equipa treinada por Ivo Vieira vai ter cerca de duas semanas para preparar o regresso à competição com treinos coletivos, prazo que, para Frederico Venâncio, é adequado, até porque as “ideias” de jogo são as mesmas que foram trabalhadas entre julho de 2019 e março de 2020, sendo apenas preciso reaver a “rotina” que existia.

O primeiro adversário do Vitória de Guimarães nas 10 jornadas que restam é o Sporting, quarto classificado, com 42 pontos, e o jogador antecipou um “jogo difícil”, embora com a vantagem de ser disputado no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães, um dos recintos aprovados pela Direção-Geral da Saúde, na quarta-feira.

“Ficámos satisfeitos por podermos jogar no nosso estádio. Também gostávamos de ter o ambiente que envolvia os jogos em casa. Poderá ser um bocado estranho ao início, principalmente no primeiro jogo. Mas jogar no nosso estádio é já um ponto a favor”, observou.

Apesar de ter dito que a interrupção da competição beneficiou o Vitória, pela recuperação de jogadores lesionados em março, Venâncio considerou que os ‘leões’ foram ainda mais beneficiados, por terem mais tempo para “adquirirem” as ideias de Rúben Amorim, treinador da equipa desde o início de março, com um jogo realizado – triunfo sobre o Desportivo das Aves (2-0).

Confiante no apuramento para a Liga Europa, o futebolista realçou que a equipa poderia ainda ter melhores resultados no campeonato, caso tivesse sido mais forte nos “detalhes”, sobretudo com os adversários mais cotados da prova – ainda não somou qualquer ponto frente aos quatro primeiros.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Desporto ao Minuto é um portal de notícias de desporto, que organiza as últimas notícias e posts das redes sociais dos clubes em Portugal e, em breve, de todo o mundo!

Desporto ao Minuto 2019, Notícias de Desporto de Última Hora

To Top