bolanarede.pt

«Trade deadline» chega ao fim: As trocas mais importantes da Liga Milionária

O “mercado de inverno” da NBA chegou ao fim na passada sexta-feira e parece mesmo que tivemos de chegar aos últimos dias para que as grandes “trocas” tivessem lugar.

A troca que mais fez tremer a liga foi por parte de duas equipas que já não lutam por um lugar nos playoffs mas que, esta decisão, as coloca numa posição vantajosa para a seguinte época. A troca foi entre os Minnesota Timberwolves e os Golden State Warriors. Este passado verão, os Warriors tinham assinado o grande jovem sensação D’Angelo Russell ao contracto máximo a que este estava elegível mas, desde o início, que a intenção da equipa seria trocá-lo. Os Timberwolves, que em 2014 tinham adquirido Andrew Wiggins, na esperança que este cumprisse as expectativas nele postas, já viam as épocas a passar e o jogador a continuar apagado e inconsistente.

Assim, as duas equipas chegaram a um consenso. Os Warriors começam a preparar o retorno de Stephen Curry e Klay Thompson e preenchem assim a posição de extremo com o jovem Andrew Wiggins. Os Timberwolves necessitavam de uma chama maior na posição de base e base-extremo e este é um papel que D’Angelo desempenha bem, devido à sua versatilidade a partir do drible.

Os Warriors recebem assim Andrew Wiggins, uma pick para o draft de 2021 de primeira ronda e outra para a segunda ronda. Enquanto que os Timberwolves recebem D’Angelo Russell, Jacob Evans e Omari Spellman. Uma boa troca para ambas as partes, uma vez que os Warriors continuam a conseguir construir o futuro à volta de Curry e os Timberwolves desenvolvem assim o duo Anthony-Towns e Russell.

A outra grande troca foi do, múltiplas vezes All-Star, Andre Drummond, o poste que actuava pelos Detroit Pistons. O poste tem feito uma boa temporada com médias de 17.8 pontos e 15.8 ressaltos por jogo. No entanto, os Pistons não têm ganho jogos, encontrando-se em 11.º na conferência, levando à decisão de “desistir” de construir equipa à volta do poste. Assim, este foi trocado para os Cleveland Cavaliers pelo base Brandon Knight, o extremo-poste John Henson e uma pick de segunda ronda do draft de 2023.

Esta troca demonstra a direcção em que os Detroit decidiram rumar, uma vez que procuram reconstruir a equipa mas sem começar do zero, uma vez que mantêm Blake Griffin e ainda o veterano Derrick Rose.

A outra grande troca envolve uma equipa que luta pelo titulo, os Houston Rockets. Houston decidiu fazer algo que não era imposto na liga desde os anos 60: jogar cinco abertos. Isto significa jogar com cinco jogadores “pequenos”. Cinco jogadores que saibam driblar e atirar a bola ao cesto. Assim os Rockets trocaram o seu poste Clint Capela numa troca que envolveu quatro equipas: os Denver Nuggets, Houston Rockets, Atlanta Hawks e Minnesota Timberwolves.

Os Rockets recebem Robert Covington e Jordan Bell (dos Minnesota Timberwolves) e a pick do draft de 2024 de segunda ronda dos Atlanta Hawks. Os Atlanta Hawks recebem Clint Capela e Nene dos Houston Rockets. Os Denver Nuggets recebem Keita Bates-Diop, Shabazz Napier e Noah Vonleh dos Minnesota Timberwolves e Gerald Green dos Houston Rockets, bem como a sua pick de primeira ronda do draft de 2020. Os Minnesota Timberwolves recebem Malik Beasley, Juancho Hernangomez e Jarred Vanderbilt dos Denver Nuggets, Evan Turner dos Atlanta Hawks bem como a sua pick de primeira ronda do draft de 2020.

Assim, depois desta enorme confusão, no fundo os Timberwolves perseguem a mesma estratégia, crescer em torno do seu novo duo de Anthony-Towns e Russell e os Rockets trocam assim Clint Capela por Robert Covington, um extremo atirador que consegue defender o perímetro e Jordan Bell para reforçar o banco. Uma estratégia de jogar cinco abertos que tem resultado mas que, no final de contas, apenas no fim da época se pode concluir se foi ou não uma boa decisão.

Robert Covingont é a adição chave dos Houston Rockets
Fonte: Houston Rockets

Os Los Angeles Clippers também foram ao mercado reforçar o seu banco, adquirindo Marcus Morris, o extremo-poste dos New York Knicks. A troca acontece envolvendo três equipas. Os LA Clippers enviam Moe Harkless e uma pick de primeira ronda do draft de 2020 para os  New York Knicks por Marcus Morris, recebendo também o direito de trocar de picks de primeira de segunda ronda do draft de 2021 (com os NY Knicks). Também trocaram o base Jerome Robinson para os Washingont Wizards pelo base Isaiah Thomas.
Os Clippers conseguem adicionar alguma força ao seu banco, apesar de existirem rumores de não estarem a planear manter Thomas no plantel.

Foram assim estas as trades mais importantes e que mais agitaram a liga. Grande parte das trocas ocorreram apenas horas antes do mercado fechar, num ano em que fica marcado por uma troca entre equipas que apenas planeiam para o futuro (são elas os Golden State Warriors, Minnesota Timberwolves e Detroit Pistons).

Resta assim saber se as decisões tomadas por Los Angeles Clippers e Houston Rockets são assim a receita para o sucesso e se são peças que irão fazer a equipa ainda estar a jogar em Junho.

Foto de Capa: Minnesota Timberwolves

Artigo revisto por Inês Vieira Brandão

O conteúdo «Trade deadline» chega ao fim: As trocas mais importantes da Liga Milionária aparece primeiro em Bola na Rede.

Desporto ao Minuto é um portal de notícias de desporto, que organiza as últimas notícias e posts das redes sociais dos clubes em Portugal e, em breve, de todo o mundo!

Desporto ao Minuto 2019, Notícias de Desporto de Última Hora

To Top