Visão de Mercado

Sporting supera Vitória num jogo em que não se quis cansar; Sadinos aproveitaram apatia da turma de Silas para reduzir e ainda acertaram na barra; Bruno Fernandes bisou; Max voltou a comprometer; Vietto saiu lesionado; Coates falha Benfica

Vit. Setúbal 1-3 Sporting (Carlinhos 63′; João Meira 27′ p.b., Bruno Fernandes 34′ g.p. e 90’+4)

O Sporting cumpriu em Setúbal regressando assim aos triunfos para a Liga. Os leões, mesmo sem fazerem muito por isso, chegaram ao 2-0 e depois, talvez pelo momento do adversário, adoptaram uma postura lenta, praticamente parada, que podia ter tido consequências. Valeu Bruno Fernandes, que voltou a fazer a diferença com um bis, num jogo em que Max (muito mal batido) demonstrou novamente insegurança e que fica marcado pelo amarelo a Coates que o tira do dérbi com o Benfica. Já o conjunto de Julio Velázquez, que apresentou um XI competitivo, aproveitou a apatia leonina para entrar na discussão do resultado quando já não se previa e até ameaçou o 2-2, numa cabeçada à barra de Guedes.

Vitória – Após uma semana complicada, Velázquez apresentou um XI com várias alterações mas a equipa apresentada revelou-se competitiva. Os Sadinos conseguiram mesmo manter-se no jogo, beneficiando do ritmo baixo, e Carlinhos deu esperança. Já Guedes fica ligado ao jogo por desperdiçar o empate de forma clamorosa. De resto, André Sousa fez uma boa exibição na lateral, Éber Bessa conseguiu agitar a espaços, ao passo que João Meira foi infeliz ao cometer auto-golo.

Sporting – Os Leões cumprem num terreno onde têm sentido dificuldades nas últimas épocas. Apesar do ritmo baixo (quase inferior ao de um treino), o conjunto de Silas foi confirmando a sua superioridade no 1.º tempo, construiu uma boa vantagem, mas na 2.ª parte relaxou em demasia e quase consentia o empate. No entanto, Bruno Fernandes acabou por fazer novamente a diferença com um bis, enquanto Ristovski e Bolasie foram decisivos no 1.º golo marcado. Por outro lado, Mathieu e Max estiveram infelizes por motivos diferentes, com o francês a perder a bola no lance do 1-2 e o guarda-redes a dar um frango, tendo ainda revelado insegurança em outros lances (tanto com as mãos como com os pés). De resto, Battaglia (muito longe fisicamente do que já demonstrou) não fez esquecer Doumbia nem Borja, apesar de ter cumprido, Acuña, enquanto Wendel e Vietto, que saiu lesionado, estiveram aquém do exigível. Também Luiz Phellype passou ao lado do jogo, ao contrário de Camacho, que foi importante no 3.º golo ao assistir.

XI Vit. Setúbal: Milton Raphael; Mano, João Meira, Pirri, André Sousa; Leandro Vilela, Éber Bessa, Carlinhos; Zequinha, Mathiola, Guedes.

XI Sporting: Max; Ristovski, Coates, Mathieu, Borja; Battaglia, Bruno Fernandes, Wendel; Bolasie, Vietto, Luiz Phellype.

O post Sporting supera Vitória num jogo em que não se quis cansar; Sadinos aproveitaram apatia da turma de Silas para reduzir e ainda acertaram na barra; Bruno Fernandes bisou; Max voltou a comprometer; Vietto saiu lesionado; Coates falha Benfica aparece primeiro no Visão de Mercado.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Desporto ao Minuto é um portal de notícias de desporto, que organiza as últimas notícias e posts das redes sociais dos clubes em Portugal e, em breve, de todo o mundo!

Desporto ao Minuto 2019, Notícias de Desporto de Última Hora

To Top