Visão de Mercado

Sporting começa com o pé direito; Jovane, que saiu lesionado, e Coates resolveram; Porro e Wendel destacaram-se; Leões aplicaram o modo gestão mas Paços quase não incomodou

Paços de Ferreira 0-2 Sporting (Jovane 23; Coates 63′)

O Sporting iniciou a Liga da melhor maneira ao levar a melhor na Capital do Móvel. Os leões, que não jogaram a 1.ª jornada devido ao surto da Covid-19, tiveram uma entrada muito forte na partida (dos melhores 20′ iniciais nos últimos meses), ainda abrandaram depois do 1-0, mas, apesar de terem forçado o modo gestão na 2.ª parte, pareceram ter sempre o jogo controlado. Jovane desbloqueou de penálti, no entanto saiu lesionado pouco depois, Vietto teve alguns bons pormenores nos primeiros 45 minutos, a dupla Wendel e Matheus foi decisiva no meio campo, enquanto Porro voltou a ter nota muito positiva. Já Tiago Tomás esteve perdulário (desperdiçou duas boas oportunidades). O Paços, por sua vez, ainda teve alguns semi-lances no 1.º tempo, mas depois do intervalo, à excepção de uma oportunidades já nos descontos, não conseguiu incomodar Adán.

Destaques:

Paços Ferreira – Jogo muito curto dos pacenses, que não conseguiram criar uma verdadeira oportunidade de golo, incomodando apenas em algumas bolas paradas. Pepa apostou em dois extremos abertos, mas tanto Luther como Hélder Ferreira foram bem vigiados e Tanque destacou-se mais pelas más decisões (muito remate em zonas difíceis de marcar) do que pelo que acrescentou de positivo. Já no miolo faltou um jogador que conseguisse pautar o jogo e organizar, ficando Bruno Costa aquém do exigível, enquanto Luiz Carlos e Stephen se mostraram mais pela pressão. Já o sector defensivo revelou alguns problemas, sobretudo em fechar o espaço entre Baixinho e Oleg. Nota para os suplentes, que não vieram trazer nada de diferente.

Sporting – Exibição competente e equilibrada dos Leões, que entraram bem (25 minutos a bom nível), marcaram e depois conseguiram gerir o encontro com alguma tranquilidade. Ainda assim, é preocupante a tendência para recuar imediatamente após marcar, dando a sensação de que o Paços com outra frieza e discernimento com bola podia ter conseguido incomodar mais na 1.ª parte. Nota individual para Jovane, que marcou de pénalti, isolou Tiago Tomás e depois acabou por sair lesionado, bem como para Coates, que volta a iniciar um campeonato a marcar (já tinha acontecido em 2016 e 2019) e ainda esteve impecável (tal como Neto e Feddal, que assistiu) no eixo defensivo. Também Adán passou uma noite tranquila, enquanto Porro e Nuno Mendes voltaram a deixar bons sinais, fazendo o flanco com muita capacidade para contribuir no ataque e defesa. Já Wendel foi importante na gestão da posse e Matheus Nunes nos duelos e recuperação de bola. Por outro lado, Tiago Tomás participou no 2.º golo (bom túnel), mas esteve muito perdulário, enquanto Vietto alternou bons momentos com outros em que perdeu a bola com facilidade. Por fim, registo para as entradas de Nuno Santos, que veio dar velocidade ao flanco esquerdo, e Daniel Bragança, que deixou bons pormenores com bola.

XI Paços de Ferreira: Jordi; Uilton, Marcelo, Marco Baixinho, Reabciuk; Eustáquio, Luiz Carlos; Hélder Ferreira, Bruno Costa, Singh; Douglas Tanque.
XI Sporting: Adán; Coates, Luís Neto e Feddal; Pedro Porro, Matheus Nunes, Wendel e Nuno Mendes; Vietto, Jovane Cabral e Tiago Tomás.

O post Sporting começa com o pé direito; Jovane, que saiu lesionado, e Coates resolveram; Porro e Wendel destacaram-se; Leões aplicaram o modo gestão mas Paços quase não incomodou aparece primeiro no Visão de Mercado.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Desporto ao Minuto é um portal de notícias de desporto, que organiza as últimas notícias e posts das redes sociais dos clubes em Portugal e, em breve, de todo o mundo!

Desporto ao Minuto 2019, Notícias de Desporto de Última Hora

To Top