bolanarede.pt

SL Benfica 3-5 Sporting CP: Um dérbi como nunca se viu

A CRÓNICA: A PRESSÃO VIROU-SE CONTRA QUEM FEZ A PRESSÃO

Um pavilhão completamente vazio acolheu o SL Benfica x Sporting CP na Taça de Portugal, numa situação estranha para as ambas as formações, mas extremamente necessária em prol da saúde pública. Mas os jogadores não se deixaram incomodar pelo ambiente incomum na modalidade e a partida começou a ser jogado a todo o gás e não foi preciso esperar muito pelos golos.

Os primeiros a balançar as redes foram os encarnados, numa jogada às três bancadas. Robinho fez o primeiro remate que embateu com estrondo no poste e na recarga André Coelho tocou para Fernandinho. O pivô brasileiro rematou para o primeiro na partida (1-0). Logo de seguida, foram os leões a empatar a partida a um golo. Após um canto, Taynan ficou com a bola, passou de forma fácil por Bruno Coelho e marcou um grande golo.

O SL Benfica estava a tentar pressionar alto o Sporting CP, mas o pressionado arranjou a solução. Após um “balão” (ou não, pois foi um passe cheio de intenção) de Léo, a bola chegou a Cavinato, que fez a receção perfeita e contemporizou. O ala italiano encontrou Taynan sozinho e à frente da baliza o cazaque só teve de marcar o segundo na partida e o mesmo número para o Sporting CP (1-2). Até ao final da primeira parte, muitas oportunidade, muita emoção, mas nada de alteração de resultado.

Se na primeira parte só houve três golos, a segunda trouxe-nos cinco! Primeiro, foi Taynan fez um trabalho extraordinário, correu mais de metade do campo e passou a Cardinal, que só teve de encostar para o 1-3 na partida. O cazaque não parava quieto e estava em grande no jogo.

Depois foi parada e resposta de golos. Miguel Ângelo reduziu para apenas um golo a diferença com um remate que foi uma autêntica bomba (2-3). Mas como foi normal neste jogo, os encarnados marcavam e sofriam logo a seguir… e a mantinha-se o padrão. Pois, após uma falha de Robinho, João Matos marcou o 2-4 com um remate em zona frontal à baliza de Roncaglio. Os encarnados reclamaram de uma bola na mão do capitão leonino no início da jogada, contudo, o golo valeu mesmo.

O SL Benfica procurava rapidez e conseguiu fazê-lo na jogada do terceiro golo. Roncaglio meteu rápido em Hemni e o ala japonês só teve de encontrar do outro lado Tiago Brito. O ala português só teve olhos para a baliza e, de primeira, reduziu para 3-4. Mas, o Sporting CP conseguiu aumentar a vantagem novamente, que se manteria até final. Pany Varela passou de forma fácil por Tiago Brito, passou para Alex e depois este, com um visão de passe incrível, encontrou Pauleta, que com a baliza deserta marcou o 3-5.

O Sporting CP com a vitória contra o eterno rival, SL Benfica, que leva a equipa para as meias-finais, onde irá defrontar outros leões, mas os de Porto Salvo. Os encarnados perdem numa fase prematura da final eight e, mais uma vez, continua sem sentir o sabor da vitória na Taça de Portugal. De relembrar que as competições da FPF estão suspensas por tempo indeterminado e os próximos encontros não têm data definida para acontecer.

A FIGURA

Fonte: Carlos Silva/Bola na Rede

Taynan da Silva – Marcou, deu a marcar e parecia que estava em todo o lado. Já sabíamos que era um jogador de alto nível, mas está aos poucos a demonstrar ainda mais qualidade do que aquilo que já se sabia. Fez de tudo para ajudar a sua equipa e só não esteve mais em destaque, porque, na segunda parte, os leões estiveram mais em características defensivas e não é bem o seu enquadramento.

O FORA DE JOGO

Fonte: Carlos Silva/Bola na Rede

Atitude defensiva do SL Benfica – Nos momentos ofensivos houve muitos momentos intermitentes, mas no que toca ao aspeto defensivo diria uma prestação horrível a todos os níveis. A equipa marcava um golo e passados poucos segundos ou minutos estava a sofrer novo golo. Desta forma, ficou sempre fora da possibilidade de conseguir empatar, apesar de estar sempre no jogo. Um aspeto a melhorar, sem dúvida.

ANÁLISE TÁTICA – SL BENFICA

O SL Benfica aposto numa pressão alta que acabou por ser em demasia. Esta pressão levou a que houvesse distrações muito graves a nível defensivo e também no que toca às marcações individuais, que estavam a ser feitas. A primeira parte foi fraca em oportunidades, visto que os leões conseguiram, de forma inteligente, conseguir controlar totalmente o jogo.

Na segunda parte, a opção de cinco para quatro com Roncaglio resultou até certo ponto, pois deixava o Sporting CP mais encostado no seu meio campo e o SL Benfica a controlar como queria. Isso dava mais oportunidades? Não, de todo. Porém, ainda surgiram três golos. Ao longo de toda a partida, as idas “à queima” dos jogadores encarnados acabavam por ficar em desvantagem e os de Sporting CP passavam facilmente. A opção de Bruno Coelho como guarda-redes avançado… Mais uma vez, péssima. Parece que a equipa não treina este tipo de situações, mas muito mérito para a organização defensiva leonina nesta situação.

5 INICIAL E PONTUAÇÕES

Roncaglio (6)

André Coelho (5)

Bruno Coelho (5)

Robinho (7)

Fernandinho (5)

SUBS UTILIZADOS

Fábio Cecílio (5)

Chaguinha (6)

Tiago Brito (5)

Rafael Hemni (6)

Miguel Ângelo (6)

Jacaré (4)

ANÁLISE TÁTICA – SPORTING CP

Um Sporting CP como nos tem habituado. Sem problemas em jogar no seu meio campo defensivo, de jogar muito recuado e de estar em situação de pressão. Os jogadores leoninos pensavam de forma mais rápida e, melhor ainda, de forma eficaz, que é muito importante na situação em que estavam os leões. E basta ver o segundo e o terceiro golo que são bons exemplos disso. Uma primeira parte completamente segura por parte da equipa leonina.

Da segunda parte não podemos dizer o mesmo. A situação de cinco para quatro encarnada trouxe mais dificuldades a nível tático defensivo, mas nem isso foi impedimento para conseguir ganhar bolas e partir para contra-ataque rápido, sendo que dois golos foram desta forma no segundo tempo. As normais individualidades não estavam a sair, porém, havia três jogadores a destacar: Taynan, Cardinal e Pauleta. No geral, uma grande equipa do Sporting CP e não esquecer que Gonçalo Portugal voltou a corresponder ao “peso” de defender as redes leoninas.

5 INICIAL E PONTUAÇÕES

Gonçalo Portugal (7)

Léo (6)

Taynan da Silva (8)

Pauleta (8)

Pany Varela (7)

SUBS UTILIZADOS

Cardinal (7)

João Matos (6)

Erick (5)

Diego Cavinato (6)

Alex (5)

Alex Merlim (5)

Foto de Capa: FPF

O conteúdo SL Benfica 3-5 Sporting CP: Um dérbi como nunca se viu aparece primeiro em Bola na Rede.

Desporto ao Minuto é um portal de notícias de desporto, que organiza as últimas notícias e posts das redes sociais dos clubes em Portugal e, em breve, de todo o mundo!

Desporto ao Minuto 2019, Notícias de Desporto de Última Hora

To Top