bancada.pt

Selecionador sueco diz que ausência de Ronaldo não vai alterar nada

O selecionador Janne Andersson considerou hoje que a ausência de Cristiano Ronaldo do encontro do Grupo 3 da Liga A da Liga das Nações de futebol, diante de Portugal, “não vai alterar em nada” a estratégia da Suécia.

O capitão da seleção portuguesa testou hoje positivo à covid-19 e vai falhar o encontro de quarta-feira, sendo o terceiro jogador da equipa das ‘quinas’, depois de José Fonte e Anthony Lopes, a ficar infetado pelo novo coronavírus.

“Nós sabemos que vamos defrontar uma das melhores equipas do mundo, com ou sem Ronaldo. Sabemos disso e não vai alterar nada para nós”, começou por dizer Janne Andersson, na conferência de imprensa de antevisão ao jogo da quarta jornada.

Contudo, o técnico, de 58 anos, não esquece a exibição do avançado da Juventus em Estocolmo, onde, em setembro último, apontou os dois golos de Portugal na vitória por 2-0.

“No jogo em Estocolmo foi mais ou menos o Ronaldo sozinho que conseguiu fazer o resultado. Desse ponto de vista, pode ser positivo [para nós]. Mas [Portugal] tem boas soluções para o lugar dele”, observou.

Os suecos, últimos classificados do Grupo 3, procuram no Estádio José Alvalade, em Lisboa, somar os primeiros pontos e, para que tal aconteça, “têm de atingir um bom nível e ter coragem para atacar”, segundo o treinador.

Ainda sobre o teste positivo de covid-19 do capitão da seleção portuguesa e o facto poder existir um eventual risco de disputar-se o jogo, por ter estado em contacto com os restantes colegas de equipa, Janne Andersson diz que “não ter esse tipo de receio, esperando que não seja uma via de contaminação”.

Também o avançado Marcus Berg, dos russos do Krasnodar, marcou presença na conferência, para reforçar as palavras do seu selecionador, defendendo igualmente que “existem outros jogadores de grande qualidade para ocupar o lugar” de Ronaldo.

“Não é positivo quando isto acontece, seja com quem for. Espero que não haja mais ninguém infetado. Esperamos fazer um bom jogo, estamos cientes das qualidades de Portugal e haverá outros jogadores de grande qualidade para o seu lugar. É algo que acontece frequentemente nos dias de hoje”, analisou.

Na quarta-feira, Portugal procura, no Estádio José Alvalade, em Lisboa, regressar às vitórias na prova e fugir na liderança no Grupo 3, mas, para isso, o atual detentor da Liga das Nações tem de novamente bater a Suécia, como aconteceu no duelo da segunda jornada (2-0), em Solna, e esperar que a França tropece na Croácia.

Portugal e França seguem no topo no Grupo 3, com sete pontos, embora a formação lusa tenha para já vantagem na diferença de golos, enquanto a Croácia é terceira, com três pontos, e a Suécia segue em último, sem nenhum ponto.

Exatamente uma semana depois do ‘nulo’ com a Espanha (0-0), num particular, a seleção nacional volta a atuar no Estádio José Alvalade, desta vez num encontro oficial e com direito a 5.000 espetadores nas bancadas, naquele que será o jogo de futebol no país com mais adeptos desde o início da pandemia da covid-19.

O Portugal-Suécia, da quarta jornada, está agendado para as 19:45 e terá arbitragem do sérvio Srdjan Jovanović.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Desporto ao Minuto é um portal de notícias de desporto, que organiza as últimas notícias e posts das redes sociais dos clubes em Portugal e, em breve, de todo o mundo!

Desporto ao Minuto 2019, Notícias de Desporto de Última Hora

To Top