bolanarede.pt

SC Covilhã 2-1 Varzim SC: Reviravolta do Covilhã na estreia de Capucho

A CRÓNICA: SC COVILHÃ FEZ POR MERECER A REVIRAVOLTA NA SEGUNDA PARTE 

Um jogo entre duas equipas com um início de campeonato muito diferente. Nas três jornadas anteriores, o Sporting Clube da Covilhã ainda não tinha somado qualquer ponto e viu a saída do técnico de Daúto Faquirá depois do última partida frente ao FC Vizela a meio da semana. Capucho estrou-se ao comando técnico dos serranos. Já o Varzim SC ainda não tinha perdido e somava cinco pontos na Segunda Liga.

A equipa varzinista começou o jogo com mais posse de bola, mas sem criar perigo à baliza de Léo.

No entanto, a primeira oportunidade foi para os da casa à passagem dos dez minutos da partida. Num canto marcado do lado direito, Areias perto do segundo poste livre de marcação cabeceou por cima da baliza do Varzim.

O jogo ficou mais equilibrado, com alguns cantos concedidos por cada uma das equipas, mas sem momentos de verdadeiro perigo. No entanto, o golo acabou por chegar.

Aos 17 minutos George Ofosu correu pelo lado direito do ataque do Varzim e no vértice da área disparou cruzado para o canto superior esquerdo da baliza. Sem hipótese para Léo Navacchio.

O Sporting da Covilhã tentou reagir mas sem efeitos práticos. Gui aos 21 e Enoh aos 28 minutos tentaram em combinações com Banguera visar a baliza de Ricardo, mas sem qualquer perigo.

Com o jogo dividido a meio campo, vários minutos passaram sem oportunidades para as duas equipas.

Aos 38 minutos, Enoh fez um cruzamento-remate do lado direito do ataque serrano diretamente para as mãos do guarda-redes adversário.

O momento em que a equipa da casa esteve mais perto de marcar foi à beira do intervalo. Banguera novamente soltou para Gleison que perto da grande área fez um disparo que obrigou Ricardo a desviar por cima do travessão.

A equipa da casa entrou determinada a ter a empatar a partida e esteve perto. Aos dois minutos da segunda parte, Banguera marcou o livre do lado esquerdo diretamente para a grande área varzinista, onde Filipe Cardoso antecipou-se à defensiva do Covilhã e cabeceou para a defesa incompleta de Ricardo.

Aos cinco minutos da etapa complementar, uma combinação entre Gui e Enoh, podia ter deixado o avançado camaronês isolado frente a Ricardo. Valeu o corte em carrinho do lateral do Varzim, Tiago Cerveira.

Gleison tentou a sorte de fora da área aos 8 minutos da segunda metade, mas saiu ainda longe da baliza.

O Varzim começou então a dividir mais a posse de bola, com o jogo a entrar num ritmo mais monótono, sem perigo para nenhuma das balizas. Os dois técnicos aproveitaram este período para as substituições. O Covilhã fez entrar Léo Cá e Daffé para as saídas de Gleison e Areias. Já Paulo Alves fez entrar Stanley para o lugar do apagado Yusuf.

O empate chegou à passagem dos 23 minutos da segunda metade. Canto curto, Banguera passou a Gui que cruzou para Filipe Cardoso mais alto do que todos os outros a cabecear a bola para dentro da baliza junto ao poste direito. O guarda redes forasteiro ainda tocou na bola, mas o árbitro não teve dúvidas a assinalar o golo do Sporting da Covilhã.

O empate acordou a equipa da casa que voltou a estar mais perto da baliza de Ricardo através sobretudo das laterais. Aos 41 minutos da segunda parte, os serranos viraram mesmo o resultado. Léo Cá cruzou rasteiro para centro da grande área do Varzim, com André Micael a desviar para a baliza perante a pressão do ponta de lança Daffé. O técnico do Varzim deixou então “meter a carne toda no assador”. A Irobiso no ataque que já tinha entrado antes do segundo golo dos da casa, juntaram-se Lessinho e Renteria.

No entanto, a equipa da casa manteve a organização defensiva nos últimos minutos perante a pressão do Varzim. Já nos descontos Lessinho rematou rasteiro fora da área perto do poste esquerdo da baliza de Léo.

Apesar do ligeiro ascendente do Varzim na primeira parte, o Sporting da Covilhã fez por merecer a vitória e somar os três primeiros na Segunda Liga. O Varzim somou a primeira derrota.

A FIGURA

O Sporting da Covilhã ainda não tinha somado qualquer ponto e viu a saída de Daúto Faquirá depois do última partida frente ao FC Vizela a meio da semana.
Fonte: SC Covilhã

Edwin Banguera – O lateral pode não ter marcado mas foi o elemento que lanço mais vezes os ataques da equipa da casa. O colombiano assistiu de livre Filipe Cardoso cabecear para o empate na partida. Merece continuar no onze.

O FORA DE JOGO

 

André Micael – A dupla de centrais não esteve totalmente segura a nível aéreo durante todo o jogo. No entanto, só na segunda parte é que os resultados ficaram à vista no primeiro golo do Covilhã. Já no segundo, André Micael acabou por desviar para a baliza ao tentar que a bola não chegasse a Daffé.

 ANÁLISE TÁTICA – SC COVILHÃ

Capucho optou por um esquema diferente de Daúto Faquirá com várias alterações no onze. Um esquema de 4x4x2 com Banguera como novidade no lado direito da defesa. Filipe Cardoso juntou-se a Gilberto no meio campo para equilibrar, com Gleison e Gui mais adiantados a apoiarem Areias e Enoh. Assim, a tática por vezes alterava para 4X2X4 durante o momento ofensivo dos serranos.

11 INICIAL E PONTUAÇÕES

Léo Navacchio (7)

Edwin Banguera (8)

Jaime Simões (7)

André Almeida (7)

Jean Philippe (7)

Gilberto (7)

Filipe Cardoso (8)

Gleison (6)

Gui (7)

Lewis Enoh (6)

Rui Areias (6)

SUBS UTILIZADOS

Léo Cá (7)

Daffé (7)

João Cardoso (-)

Joel Vital (-)

 

ANÁLISE TÁTICA – VARZIM SC

Paulo Alves manteve o 4x3x3 com duas alterações no onze: o central Douglas e para o meio campo o ex-FC Porto B, Rui Moreira. Com uma unidade fixa no centro do ataque, Yusuf, a equipa apostou sobretudo nos flancos. Fatai e Ofosu exploraram os corredores com a sua velocidade.

11 INICIAL E PONTUAÇÕES

Ricardo (6)

Tiago Cerveira (6)

André Micael (5)

Douglas (6)

Rui Silva (6)

Temberg (6)

Rui Moreira(6)

André Vieira (7)

Fati (7)

 George Ofosu(7)

Yusuf (6)

 

SUBS UTILIZADOS

Stanley (6)

Irobiso (6)

 Lessinho(-)

 Rentería(-)

 

BnR NA CONFERÊNCIA DE IMPRENSA

 

Varzim SC

BnR: O Varzim veio para o jogo com o objetivo de dominar o jogo?

Paulo Alves: Nós queríamos ter o controlo, mas sabíamos que o Covilhã iria reagir na segunda parte. Tivemos um bom controlo do jogo na primeira parte. Apesar dos alertas, a equipa jogou apenas com o relógio, à espera que o tempo foi passado. Devíamos ter sido mais objetivos na procura do segundo golo.


SC Covilhã

BnR: Como foi preparar o jogo num espaço tão curto de tempo [só preparou um treino da equipa]?

Capucho: Tentei não alterar o contexto coletivo. Meter os jogadores nas posições normais deles. Alterei três ou quatro posições porque conheço os jogadores. Dei um bocadinho de experiência à equipa e a equipa deu uma boa resposta. Aquilo que digo àqueles que não jogaram é que se quiserem jogar, têm de estar preparados para quando surgir a oportunidade como aqueles que o fizeram este jogo. Entraram, reforçaram e deram frescura à equipa. A equipa ficou melhor com a entrada deles.

 

O conteúdo SC Covilhã 2-1 Varzim SC: Reviravolta do Covilhã na estreia de Capucho aparece primeiro em Bola na Rede.

Desporto ao Minuto é um portal de notícias de desporto, que organiza as últimas notícias e posts das redes sociais dos clubes em Portugal e, em breve, de todo o mundo!

Desporto ao Minuto 2019, Notícias de Desporto de Última Hora

To Top