bancada.pt

Saída da Liga Europa dá “vantagem relativa” a Sporting e Rio Ave, diz Carvalhal 

 

O treinador do SC Braga, Carlos Carvalhal, considerou hoje que as eliminações precoces do Sporting e do Rio Ave da Liga Europa de futebol, na quinta-feira, podem transformar-se numa vantagem internamente para essas equipas.

Lamentando as eliminações “extemporâneas” das duas equipas, mas deixando uma palavra especial, “por razões afetivas”, ao Rio Ave, que treinou na época passada, que “não merecia” ser eliminado pelo AC Milan, o técnico notou que, “quem não está nessa competição, vai estar mais focado nas competições em que vão estar presentes”.

“Não tem o desgaste adicional das deslocações e dos jogos a meio da semana, está mais concentrado no campeonato, e teoricamente terá uma vantagem relativa”, disse, na conferência de imprensa de antevisão da deslocação ao terreno do Tondela, sábado, da terceira jornada da I Liga.

O SC Braga, que conheceu hoje o sorteio da competição europeia, começa a participação na Liga Europa a 22 de outubro, num grupo com os ingleses do Leicester, os gregos do AEK Atenas e os ucranianos do Zorya.

O mercado fecha na terça-feira e Carlos Carvalhal revelou que esse tema tem sido a sua maior preocupação nos últimos tempos.

“É o nosso pesadelo contemporâneo, [porque] o mercado estando aberto, tudo é possível. Mais do que os resultados, é o que me tem tirado o sono nas últimas semanas”, admitiu.

O treinador frisou que há a possibilidade de “ir buscar fora” alguém, mas a prioridade será “olhar para dentro”.

“Temos tido o Hernâni nos treinos, agora foi o Rodrigo Gomes, que possivelmente estará nos convocados para este jogo, tem 17 anos e auguramos um grande futuro para ele. Temos de valorizar o que temos, ver se podemos colmatar dentro de portas, se não ir buscar um jogador fora”, explicou.

Carlos Carvalhal disse hoje que a deslocação do Sporting de Braga ao reduto do Tondela “não é um jogo de carga emocional” acrescida pelas derrotas nas duas primeiras rondas, recusando a ideia de que há mais pressão para os bracarenses por causa dos desaires com o FC Porto (3-1, no Dragão) e com o Santa Clara (1-0, em casa).

“Não nos sentimos pressionados, não é um jogo de carga emocional acrescida, os resultados não foram os melhores, mas merecíamos mais. Nesta altura, e é uma opinião minha, merecíamos ter quatro pontos. Estamos otimistas e vamos à procura dos três pontos”, afirmou na antevisão da deslocação ao terreno dos beirões.

“O jogo com o Tondela é sempre difícil, uma equipa que joga bem, tem um treinador novo [o espanhol Palo Ayestarán], tem um jogo associativo interessante, empatou na primeira jornada [1-1, com Rio Ave] e perdeu na Madeira [2-1, com Marítimo], mas fez um excelente jogo lá”, disse o técnico.

Sobre o mau arranque de campeonato, o técnico considerou que “há vitórias e vitórias, e derrotas e derrotas” e que, apesar disso, a equipa “está no bom caminho”.

“Depois do jogo [com Santa Clara], a equipa estava um pouco abalada, ficámos tristes, mas temos consciência do que podemos fazer, sabendo que há detalhes a serem limados e que temos que melhorar alguns aspetos, sobretudo na eficácia, mas estaria preocupado era se a equipa não criasse oportunidades”, disse.

Além de Gaitán e Rui Fonte, lesionados, Raul Silva também está fora das opções, por castigo.

SC Braga, 17.ºclassificado, com zero pontos, e Tondela, 13.º, com um, defrontam-se a partir das 21:00 de sábado, no Estádio João Cardoso, em Tondela, jogo que será arbitrado por Nuno Almeida, da associação do Algarve.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Desporto ao Minuto é um portal de notícias de desporto, que organiza as últimas notícias e posts das redes sociais dos clubes em Portugal e, em breve, de todo o mundo!

Desporto ao Minuto 2019, Notícias de Desporto de Última Hora

To Top