bancada.pt

“Sá Pinto quebrou recordes… E a cara do Liedson também”

Sá Pinto foi anunciado como novo treinador do Vasco da Gama e, no Fox Sports Radio, programa da Fox Sports, o moderador lançou a pergunta: “Quem é este português que o Vasco está a trazer como técnico?”.

O debate – que decorreu numa altura em que o Vasco ainda não tinha oficializado o técnico – começou por destacar as qualidades de Sá Pinto e a sua passagem pelo SC Braga, onde o treinador conseguiu um excelente desempenho, sobretudo na Liga Europa.

Mas os elogios às capacidades do técnico rapidamente deram lugar a uma viagem pelos atribulados casos que o envolveram, desde o incidente com Liedson – que, de resto, tem feito correr tinta na comunicação social brasileira, nos últimos anos – à célebre agressão a Artur Jorge.

“O caso de Liedson não foi a primeira polémica em que o treinador esteve envolvido. O temperamento forte de Ricardo Sá Pinto vem desde os tempos de jogador. Em março de 1997, o ex-atacante ficou irritado por não ser convocado para a seleção portuguesa, pegou no carro, foi até o estádio em que eram realizados os treinos e deu um soco no então selecionador Artur Jorge. Pela agressão, foi suspenso por um ano da seleção”, escreve o Lance, numa das inúmeras reportagens publicadas sobre o treinador de 48 anos.

Este incidente a envolver o antigo avançado do Sporting marcou o debate na Fox Sports. O comentador Fábio Sormani começou a abrir o livro, o revisitar o passado do treinador português.

“O Sá Pinto bateu no Liedson. Ele não brigou. Ele bateu no Liedson. A cara do Liedson ficou completamente deformada”, enfatizou.

Sormani defendeu que Sá Pinto “é bom de briga” e considerou que “tem um temperamento difícil”.

“É bom treinador, mas o jogador pula miudinho com ele. Se ‘bobear’, ele bate no cara. Ele é um cara muito nervoso e bravo. É muito bom treinador, mas…”, referiu, suscitando os primeiros sorrisos no debate.

A partir daqui, o moderador Benjamin Back faz uma pesquisa sobre notícias da agressão a Artur Jorge. “Ele bateu no técnico da seleção portuguesa, só porque ele não o convocou”, refere outro comentador.

Retoma-se o percurso profissional de Sá Pinto como treinador e saem elogios, mas não por muito tempo. Felippe Facincani destaca o trabalho no Standard Liége e no SC Braga: “Ele quebrou recordes…”.

“…E a cara do Liedson também”, interrompe Fábio Sormani.

Veja esse momento:

Ricardo Sá Pinto passa a ser o segundo português a treinar o Vasco da Gama, depois do ex-futebolista do FC Porto Ernesto Santos o ter feito em 1946.

Ernesto Santos mudou-se para o Brasil no início da década de 1940 para ser professor universitário, antes de se tornar treinador.

Em 1946, assinou pelo Vasco da Gama, depois de ser escolhido graças a um anúncio de emprego publicado pelo clube ‘cruz-maltino’ no Jornal do Brasil, treinando ainda o Flamengo.

O Vasco da Gama não é treinado por um estrangeiro há 60 anos, desde que o argentino naturalizado espanhol Abel Picabéa dirigiu a equipa na época 1960/61. A contratação de Sá Pinto reveste-se, por isso, de um cariz históric.-

O técnico português iniciou a sua carreira de treinador no Sporting e orientou equipas como o Estrela Vermelha, da Sérvia, o OFI Creta, da Grécia, o Belenenses, o Al-Fateh, da Arábia Saudita, o Standard Liège, da Bélgica, o Legia Varsóvia, da Polónia, e o Sporting de Braga.

Ao serviço do Standard Liége conquistou a Taça da Bélgica na temporada 2017/18.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Desporto ao Minuto é um portal de notícias de desporto, que organiza as últimas notícias e posts das redes sociais dos clubes em Portugal e, em breve, de todo o mundo!

Desporto ao Minuto 2019, Notícias de Desporto de Última Hora

To Top