bancada.pt

Real e Barcelona favoritos numa liga espanhola quase órfã de Messi

O campeão Real Madrid e o eterno rival FC Barcelona preparam-se para retomar o braço-de-ferro pelo título espanhol de futebol, no aguardado regresso da ‘La Liga’ 2020/21, que tem como maior triunfo a continuidade do avançado Lionel Messi.

O internacional argentino, melhor jogador mundial em seis ocasiões (2009, 2010, 2011, 2012, 2015 e 2019), comunicou em fins de agosto ao Barcelona a intenção de sair, mas recuou perante a intransigência dos catalães, exclamando: “Jamais iria para tribunal contra o clube da minha vida”.

O ‘Barça’ continuará, pelo menos por mais um ano, na vida de Messi, melhor marcador e ‘rei’ das assistências do campeonato na época passada, tal como sucede com dois jogadores portugueses: o defesa Nélson Semedo e o avançado Francisco Trincão, contratado ao Sporting de Braga.

O treinador holandês Ronald Koeman substituiu Quique Setién e prometeu abalar os alicerces de uma equipa prejudicada pela veterania dos seus elementos mais influentes, mas, para já, a anunciada ‘revolução’ limitou-se saída de Rakitic e à troca – anteriormente acordada com a Juventus – de Arthur por Pjanic.

Num mercado de transferências condicionado pelos efeitos económicos da pandemia de covid-19, o Real Madrid foi ainda mais espartano, optando pelo regresso de alguns atletas emprestados, apesar de também não ter perdido nenhum jogador preponderante na conquista do título, sob o comando do treinador francês Zinedine Zidane.

Os dois ‘colossos’ deverão discutir entre si a vitória na liga, como sucedeu na última década, com vantagem para o Barcelona (seis troféus, contra três dos ‘merengues’), e o Atlético de Madrid volta a posicionar-se como o clube mais capacitado para contrair a bipolarização do futebol espanhol.

O espírito aguerrido do técnico argentino Diego Simeone é a imagem de marca de uma equipa que procura sublimar-se no talento do avançado português João Félix, contratado na época passada ao Benfica pelo valor recorde de 126 milhões de euros.

Numa segunda linha, que deve resignar-se à luta pelos lugares de acesso à Liga dos Campeões, estarão o Sevilha, ‘crónico’ campeão da Liga Europa, e o Valência, em que o internacional português Gonçalo Guedes pode ser figura de proa e no qual alinha também o compatriota Thierry Correia.

Entre os outros jogadores portugueses que poderão destacar-se na edição 2020/21 do campeonato espanhol estão William Carvalho (Bétis), Rúben Vezo e Hernâni Fortes (ambos do Levante), Rui Silva e Domingos Duarte (ambos do Granada), Luisinho (Huesca) e Paulo Oliveira (Eibar).

Já sem Cristiano Ronaldo e escapando por pouco à fuga de Messi, ‘La Liga’ regressa com poucos novos encantos, um mês e meio após ter terminado em ritmo de contrarrelógio o campeonato da época passada, que valeu ao Real Madrid o 34.º título, um recorde que o Barcelona, com 26, ainda está longe de igualar.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Desporto ao Minuto é um portal de notícias de desporto, que organiza as últimas notícias e posts das redes sociais dos clubes em Portugal e, em breve, de todo o mundo!

Desporto ao Minuto 2019, Notícias de Desporto de Última Hora

To Top