bancada.pt

Proença tem “personalidade napoleónica, com agendas paralelas”

O Cova da Piedade, um dos emblemas que viu a Liga decidir pela descida administrativa na sequência do fim da II Liga por causa da pandemia, emitiu um comunicado onde ataca as posições mais recente de Pedro Proença enquanto líder da Liga e promete avançar para os tribunais.

“Entende o Clube Desportivo Cova da Piedade – Futebol SAD, que pelo interesse público que obedecem, a Direção da Liga e o seu presidente devem respeito ao Estado de Direito, ao povo português e aos clubes, que são a razão da sua existência, pelo que a confirmar-se o mais recente episódio, agora tornado público, protagonizado pelo senhor Pedro Proença, revela uma personalidade napoleónica, com agendas paralelas, e em busca de um protagonismo pessoal (e porventura populista) em tempos de crise”.

No comunicado, o Cova da Piedade salienta ainda que Proença está “totalmente divorciado das suas funções e das atribuições legais que a sua conduta deveria respeitar”.

O clube de Almada assegura ainda que “vai por todas as razões que lhe assistem, repor a legalidade e responsabilizar quem tem que ser responsabilizado até às mais últimas consequências.”

Este ataque a Proença acontece numa altura em que cresce o descontentamento de clubes e operadoras de transmissão televisiva, depois de Pedro Proença ter enviado uma carta ao governo, para o gabinete do ministro da Economia, e para o Presidente da República onde, entre outras coisas, lançou a proposta de que alguns jogos do campeonato pudessem passar em sinal aberto no contexto da pandemia.

O presidente da Liga irá enfrentar os presidentes dos clubes, dentro de aproximadamente uma hora, numa reunião que permitirá esclarecer vários temas ‘quentes’ do futebol nacional, entre os quais o desagrado dos clubes que viram a Liga decidir pela sua descida de divisão como é o caso do Cova da Piedade mas também o calendário da I Liga e os estádios que vão receber a ponta final do campeonato.

O fim do segundo escalão também tem feito correr muita tinta. De resto, João Alves, técnico do Cova da Piedade, já tinha feito críticas à Liga na altura em que se ficou a conhecer a decisão de dar por terminado o segundo escalão.

O ‘luvas pretas’ referiu que se trata de “uma das maiores vergonhas do futebol português”.

Um autêntico escândalo, promovido por um prepotente e por um subserviente com o beneplácito da sua respetiva corte dos ‘yes men’, os dois protagonistas que ‘cozinharam’ de forma absurda, patética e nojenta o destino de dois clubes”, disse o treinador dos piedenses.

O Cova da Piedade já tinha revelado que quer impugnar a descida ao Campeonato de Portugal.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Desporto ao Minuto é um portal de notícias de desporto, que organiza as últimas notícias e posts das redes sociais dos clubes em Portugal e, em breve, de todo o mundo!

Desporto ao Minuto 2019, Notícias de Desporto de Última Hora

To Top