bancada.pt

“Para o Governo, os adeptos não são pessoas cultas e são para descartar”

O presidente do Tondela, Gilberto Coimbra, não se conforma com a impossibilidade de os adeptos de futebol marcarem presença nos estádios.

“Para o Governo, os adeptos do futebol não são engenheiros, doutores, advogados, administradores ou juízes. Não são pessoas cultas, são pessoas para descartar”, lamentou o presidente do Tondela.

Após as declarações do secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, que aconselhou as pessoas a verem “futebol na televisão, em casa”, Gilberto Coimbra diz não compreender estas decisões.

“O Governo – seria forte dizê-lo – está a destratar o futebol e não faz contas ao quanto esta indústria é importante pelas receitas que faz entrar no país.”

À Renascença, o líder do Tondela realça ainda que “o futebol nunca foi tratado da mesma forma que outros espetáculos”.

Gilberto Coimbra espera que no próximo mês as pessoas tenham autorização para estarem nos estádios.

De resto, o líder do Tondela traça um exemplo daquilo que poderia ser um plano a colocar em prática.

“Meter mil ou 1500 pessoas, ordeiramente, no estádio do Tondela, é totalmente pacífico, tal como é pacífico colocar 10 ou 20 mil no Dragão ou na Luz.”

Face ao contexto pandémico, as autoridades de saúde não têm permitido a presença de público nas bancadas dos estádios portugueses.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Desporto ao Minuto é um portal de notícias de desporto, que organiza as últimas notícias e posts das redes sociais dos clubes em Portugal e, em breve, de todo o mundo!

Desporto ao Minuto 2019, Notícias de Desporto de Última Hora

To Top