bancada.pt

 “Ouviu as escutas do Apito Dourado? O FC Porto não é exemplo para ninguém”

José Manuel Capristano fez uma defesa acérrima de Luís Filipe Vieira, num programa de debate televisivo, na CMTV, onde se discutia a atualidade do Benfica, em particular os processos judiciais que impendem sobre Luís Filipe Vieira.

O antigo vice-presidente do Benfica não compreende o que classifica de “julgamentos em praça pública”, a envolver Luís Filipe Vieira e o clube da Luz. E critica os comentários negativos, na abordagem da atualidade encarnada, feitos sobretudo pelos candidatos à presidência do Benfica e por alguns apoiantes desses candidatos.

“Há pessoas que a única coisa que sabem fazer é falar mal de quem está a trabalhar no Benfica. Os benfiquistas têm de pensar que há mais coisas que nos aproximam do que nos afastam. As coisas que nos afastam são o sportinguismo e o portismo”, salienta.

Desse ponto de vista, José Manuel Capristano entende a posição de Luís Filipe Vieira, que refuta participar em debates, em vésperas de eleições no Benfica – algo que os oponentes não aceitam. “Luís Filipe Vieira é acusado de falta de coragem, é acusado de tudo”, diz, levantando dúvidas sobre a utilidade desses debates para o universo benfiquista.

“Basta ler os jornais todos os dias, desportivos e não desportivos, para se ver quais são as propostas que os senhores da oposição já apresentaram. Para mim, zero. O que dizem? Criticam o que o Luís Filipe Vieira fez e não deveria ter feito. Se se realizassem debates sobre as eleições no Benfica, haveria uma tal lavagem de roupa suja, para gáudio dos portistas e dos sportinguistas, que enchiam o papo. Não tenho a menor dúvida. Eu tenho muitos anos disto”, afirma.

José Manuel Capristano não compreende, por outro lado, a posição dos adeptos do FC Porto na análise aos processos judiciais pelos quais Vieira terá de responder. E o antigo dirigente encarnado viaja no tempo, dirigindo-se ao deputado Nuno Encarnação, que defende as cores do clube da Invicta, naquele programa televisivo.  

“Ouviu as escutas do Apito Dourado? O FC Porto não é exemplo para ninguém. Está a invocar o meu presidente, mas Pinto da Costa é 20 vezes pior. Você não ouviu as escutas do Apito Dourado? Não se lembra? Mas lembro-me eu. Você não aprova as práticas do Vieira? Mas aprovou do seu presidente? O que aconteceu a Pinto da Costa?”, insistiu.

“O seu presidente saiu incólume. A Justiça, com o seu presidente, agiu como se sabe. Fugiu para Espanha, para Vigo”, referiu, recorrendo à ironia para comparar os dois dirigentes: “O Vieira é um criminoso. O Pinto da Costa é um santinho”.

Comentando o facto de Vieira ter anunciado que este seria o derradeiro mandato, Capristano responde que “tudo no Benfica serve para se fazer um caso”. E o paralelo com o FC Porto permanece sempre no seu raciocínio.

“O presidente do FC Porto há 20 anos que diz que vai sair. O Pinto da Costa anda há 20 anos a dizer que sai. E a verdade é que não sai. O Vieira, agora, diz que sai. E se não sair? É condenado por isso?”, pergunta.

E precisamente sobre a sucessão de Vieira, o empresário destaca que o Benfica é “um clube democrático”. “Benfica é um clube democrático antes do país o ser. Ainda o país não tinha eleições e já o Benfica as tinha. E mais nenhum clube as tinha. O Vieira sabe o que passou, o que sofreu até chegar ao ponto de hoje e, por isso, pensa (e pensa bem) em ter um homem para presidente do Benfica”, realça.

José Manuel Capristano irá votar em Luís Filipe Vieira e alimenta a forte convicção de que o atual presidente será reconduzido no cargo: “Não estou no Benfica mas sinto como o Benfica está. Se eu conheço como conheço os sócios do Benfica eles não vão hesitar”.

A política de contratações de Luís Filipe Vieira também serviu para José Manuel Capristano manifestar revolta, quando confrontado com as aquisições do Benfica, no mercado de transferências, em contraponto com as dos seus adversários, cujas limitações financeiras eram bem superiores.

Capristano lembrou que o FC Porto foi obrigado a apostar em jogadores emprestados, enquanto o Benfica, graças a Luís Filipe Vieira, “tem credibilidade para comprar e pagar só em 2021”. E Pinto da Costa é visado. “O presidente pôs o FC Porto a pedir. Fez milhões, milhões e milhões. Isto é que está em causa”, assinala.  

“Pinto da Costa é um Deus no Porto devendo 400 milhões, empurrando empréstimos obrigacionistas para o fim do ano, mas é adorado. No Porto não interessa o mundo financeiro. Interessa é ganhar. Vejam a diferença entre o Olival e o Seixal. O Vieira tem obra e obra paga”, conclui.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Desporto ao Minuto é um portal de notícias de desporto, que organiza as últimas notícias e posts das redes sociais dos clubes em Portugal e, em breve, de todo o mundo!

Desporto ao Minuto 2019, Notícias de Desporto de Última Hora

To Top