bancada.pt

O Benfica “quando joga com o FC Porto reduz-se à sua insignificância”

Francisco J. Marques nota que quando o Benfica defronta o FC Porto “reduz-se à sua insignificância”. O diretor de comunicação do FC Porto considera que o pedido do Benfica para que árbitros estrangeiros apitem jogos até final do campeonato resulta da “falta de confiança em Bruno Lage”.

“A reação do Benfica é uma manifestação de muito pouca confiança no seu treinador. Uma equipa que chega ao jogo como segundo classificado, com sete pontos de avanço, e que perde o jogo, mantém uma boa vantagem. Mas entra em paranoia, cria uma narrativa falsa e mentirosa de que foi prejudicado pela arbitragem”, afirmou Francisco J. Marques, em declarações prestadas na programa ‘Universo Porto Bancada’ do ‘Porto Canal’.

O diretor portista, com responsabilidades na comunicação, vê na reação dos encarnados uma forma de mostrar que na Luz a direção “não confia no treinador”.

“Eles sabem que, apesar da vantagem pontual, há razões para alarme. Porque se não tiver o amparo que tiveram na primeira volta, vão por aí abaixo. O FC Porto tem uma palavra a dizer”, referiu, sustentando que a reação do Benfica após o jogo no Dragão contra as arbitragens “é pressão para conseguir os benefícios da época passada”.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Desporto ao Minuto é um portal de notícias de desporto, que organiza as últimas notícias e posts das redes sociais dos clubes em Portugal e, em breve, de todo o mundo!

Desporto ao Minuto 2019, Notícias de Desporto de Última Hora

To Top