bancada.pt

Nuno Saraiva pede órgão “que não sirva apenas de poleiro para comer croquetes”

Nuno Saraiva, antigo diretor de comunicação do Sporting na presidência de Bruno de Carvalho, sai a público para pedir mudanças nos estatutos do clube. 

Num longo artigo de opinião na ‘Tribuna Expresso’, o antigo responsável pela comunicação verde e branca diz que o seu pensamento passa por tentar a “governabilidade do Sporting”.

“De duas, uma: ou reabilitamos um Conselho Leonino que atue, verdadeiramente, como ‘Parlamento’ do Clube e órgão máximo entre Assembleias-Gerais, habilitado a tomar decisões e eleito pelo método D’Hondt, e não sirva apenas de poleiro para que os seus membros possam, de 15 em 15 dias, ir comer croquetes para a Tribuna e camarotes de Alvalade. Ou, o que sinceramente prefiro, regressamos ao modelo de um Conselho Fiscal e Disciplinar, eleito de forma proporcional e independente dos restantes órgãos sociais, que se pronuncie, de forma vinculativa, sobre estas matérias.”

O antigo diretor de comunicação do Sporting apela por isso a uma mudança dos estatutos do clube.

“Julgo ser urgente uma revisão estatutária que nos garanta que nenhum presidente do clube esteja refém ou à mercê de mil votos, o que pode, por exemplo, significar que uma Assembleia-Geral destitutiva possa ser convocada por ‘apenas’ 100 Sócios, desde que cada um deles tenha a habilitação eleitoral de 10 votos.”

Saraiva aproveita ainda para destacar “Também não é surpresa, para quem comigo partilha este amor clubístico, a angústia em que vivo pela situação que nos encontramos e pelos resultados desportivos a roçar a mediocridade com que temos que conviver, semana após semana, no que ao futebol diz respeito.”

Nuno Saraiva realça que “avançar por este caminho é um precedente perigosíssimo, na medida em que, de futuro, qualquer presidente que, por exemplo, não ganhe um campeonato, arrisca-se a ser destituído”.

“Como é óbvio, a incompetência nunca pode ser justa causa para destituição. Se o aceitarmos, estamos a dizer que, na nossa história que caminha para os 114 anos, 80 por cento das direções deviam ter sido destituídas por indecente e má figura desportiva no que ao futebol profissional diz respeito.”

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Desporto ao Minuto é um portal de notícias de desporto, que organiza as últimas notícias e posts das redes sociais dos clubes em Portugal e, em breve, de todo o mundo!

Desporto ao Minuto 2019, Notícias de Desporto de Última Hora

To Top