bancada.pt

“Ninguém é campeão e dividem os 40 milhões entre Benfica e FC Porto”

Com a eventual retoma do campeonato marcada para dia 4 de junho, são várias as discussões sobre o que resta da I Liga, sendo que uma das principais é a luta pelo título entre Benfica e FC Porto.

Diamantino Miranda considera que, caso o campeonato volte a ser cancelado, que não seria justo atribuir o título de campeão a dragões ou águias.

O ex-jogador do Benfica vai mais longe e defende que os dois rivais, juntamente com a Liga e Federação Portuguesa de Futebol (FPF), deviam chegar a um consenso, já que o antigo internacional português indica que a única coisa que está em jogo é “os 40 e tal milhões da Champions”.

“Dá-me a sensação que a única coisa que está em jogo é, no caso de ser campeão, os 40 e tal milhões da Liga dos Campeões. Acho que a Federação, a Liga Portuguesa e depois o Benfica e o Porto, se isso vier a acontecer, deviam chegar ao consenso: ninguém é campeão e dividem os 40 milhões entre os dois”, afirmou Diamantino Miranda em entrevista ao Bola na Rede.

Ao mesmo tempo, o treinador de 60 anos refere que é “natural” quem está à frente pensar que quem está à frente merece ser coroado campeão, fazendo alusão às declarações de Pinto da Costa, mas assegura que a conquista do título fora das quatro linhas não terá o mesmo sabor para os jogadores e treinadores.

“Os jogadores e treinadores do Porto ou do Benfica, se lhes for atribuído o título sem jogar, acredito que não terá sabor nenhum. É bom para o clube, é bom para alguns adeptos, não para todos, para aqueles que gostam de futebol também não é bom porque esses gostam de ganhar no campo e de ver os jogos”, salientou.

Esta quarta-feira, a Liga anunciou os nove estádios autorizados pela Direção-Geral da Saúde (DGS) para receber os restantes jogos da I Liga.

Admitindo que se trata de uma situação excecional, Diamantino Miranda deixa algumas dúvidas em relação ao local dos encontros, o que, tendo em conta o ambiente no futebol português, poderá causar alguns problemas.

Como tal, o técnico acha que há “um grande desvirtuamento da competição” se o Benfica tiver que fazer, por exemplo, vários jogos no Estádio do Dragão.

“Acho que o Benfica, por exemplo, tem maiores problemas de fazer vários jogos no Estádio do Dragão neste momento. Se estivéssemos num ambiente saudável, tudo bem. O problema é que o ambiente que se vive no futebol não é esse. Acho que há um grande desvirtuamento da competição se o Benfica tiver que fazer mais jogos no Estádio do Dragão sem ser contra o Porto”, concluiu.

Recorde-se que o Benfica recusa disputar jogos da I Liga no Estádio do Dragão, tal como não querem que o FC Porto jogue no Estádio da Luz.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Desporto ao Minuto é um portal de notícias de desporto, que organiza as últimas notícias e posts das redes sociais dos clubes em Portugal e, em breve, de todo o mundo!

Desporto ao Minuto 2019, Notícias de Desporto de Última Hora

To Top