bancada.pt

“É importante adiar os jogos da I Liga”, assume Velásquez

O treinador do Vitória de Setúbal, Julio Velázquez, disse hoje, na antevisão ao jogo da 25.ª jornada com o Marítimo, que todos os jogos em Portugal deveriam ser cancelados devido à pandemia do Covid-19.

Em conferência de imprensa realizada no Estádio do Bonfim, o técnico espanhol desejou que o bom senso prevaleça e que as entidades que regem o futebol em Portugal tomem as devidas precauções para não agravar a situação.

“Ainda tenho a esperança de que não se jogue. Falamos de uma situação muito grave a nível mundial e já foi até decretada uma pandemia. Por uma questão de responsabilidade social é importante adiar os jogos”, vincou.

O treinador admite que há um sentimento de medo no balneário do conjunto setubalense, que vai estar mais exposto por a partida com o Marítimo implicar uma deslocação aérea para a Madeira e consequentes passagens por aeroportos.

“Sim, têm muito medo. Não são jogadores, são pessoas: os atletas, o ‘staff’, os roupeiros, treinadores. Uma coisa é virmos ao estádio, jogamos e vamos para casa. Outra, completamente diferente, é uma deslocação em que temos de estar em aeroportos e apanhar aviões”, frisou.

Julio Velázquez revela que a semana de trabalho está a ser atípica devido às notícias alarmantes que chegam aos jogadores: “Estamos a treinar e a tentar estar focados, mas esta não é uma situação normal. Há muitas redes sociais e há muita informação. Muitas vezes informa-se e outras desinforma-se. Com tantas dúvidas perto de nós, a situação é de muita dúvida e medo.”

O treinador do Vitória de Setúbal defende uma tomada de posição inequívoca.

“O melhor é chegar-se a um acordo comum sobre o tempo de paragem. Não se jogando, nem fazer treinos faz sentido. Os jogadores treinam e continuam a ter contacto. Devemos ser muito estritos e rigorosos. Estamos a pôr as pessoas em perigo e esta é uma situação em que devemos todos ser muito responsáveis”, disse.

Julio Velázquez diz que “as pessoas estão acima de qualquer interesse económico” e, também por esse motivo, afirma que não faz sentido realizar jogos de futebol sem público nas bancadas.

“É como se se fizesse uma peça de teatro e não houvesse pessoas nas cadeiras, é como projetar um filme e o cinema está vazio! Não faz sentido, porque o futebol existe para os adeptos. O futebol perde a sua essência”, referiu.

Após cumprir um jogo de castigo, o médio Éber Bessa volta a ser opção para o treinador Julio Velázquez, que não pode contar com os lesionados João Meira, Berto e Alex Freitas e o castigado José Semedo.

O Vitória de Setúbal, que ocupa a 12.ª posição na I Liga, com 28 pontos, e o Marítimo, 15.º, com 24, defrontam-se no sábado, às 15:30, no Estádio do Marítimo, no Funchal.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Desporto ao Minuto é um portal de notícias de desporto, que organiza as últimas notícias e posts das redes sociais dos clubes em Portugal e, em breve, de todo o mundo!

Desporto ao Minuto 2019, Notícias de Desporto de Última Hora

To Top