bancada.pt

Holanda sem descidas de divisão se não se disputarem 85 por cento dos jogos

Os campeonatos de futebol da Holanda não terão subidas ou descidas de divisão, caso não seja possível a realização de pelo menos 85 por cento dos jogos, anunciou hoje a federação de futebol daquele país.

A possibilidade da pandemia de covid-19 voltar a afetar fortemente o calendário das provas leva a federação a definir desde já novas regras para a Eredivisie, por uma questão de segurança jurídica para a prova.

São estabelecidos três cenários, consoante o número de jogos efetivamente disputados e no mais gravoso – menos de 50 por cento de jogos – não há campeão, nem clubes a aceder às competições europeias, nem subidas e descidas.

O segundo cenário aplica-se ao quadro de 50 a 85 por cento de jogos disputados e aí será utilizada a classificação para se saber quem vai à Liga dos Campeões e à Liga Europa. Não há campeão nem clubes despromovidos ou promovidos, a menos que isso já esteja matematicamente certo.

Finalmente, no terceiro cenário, com 85 por cento de jogos disputados, utiliza-se a tabela para determinar campeão, lugares europeus, descidas e subidas.

Em casos de empates pontuais, fica à frente a equipa com maior diferença de golos ao longo da época.

No comunicado em que se referem as alterações, o diretor da Eredivisie, Jan de Jong, afirma que “é bom haver clareza antecipadamente, as novas regras evitarão lutas judiciais que beneficiam principalmente os advogados”.

Na última época, por acabar e sem descidas e subidas, Cambuur e De Graafschap, que estavam na frente da segunda liga, levaram a anulação a tribunal, mas não lhes foi dada razão, ao mesmo tempo que a federação avançou para um acordo de compensação financeira.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Desporto ao Minuto é um portal de notícias de desporto, que organiza as últimas notícias e posts das redes sociais dos clubes em Portugal e, em breve, de todo o mundo!

Desporto ao Minuto 2019, Notícias de Desporto de Última Hora

To Top