bancada.pt

Hearts pede a jogadores para aceitarem corte de metade do salário

Os futebolistas e os treinadores da equipa escocesa do Hearts foram convidados a aceitar um corte de 50 por cento nos seus salários devido às consequências da pandemia de Covid-19, anunciou hoje o clube.

A proprietária, Ann Budge, tomou esta decisão com receio de que as competições de futebol permaneçam interrompidas por meses devido à propagação da Covid-19.

“Para evitar um programa de despedimentos e para proteger o maior número possível de empregos, proponho a criação de um programa de redução salarial”, anunciou Ann Budge, em comunicado publicado no ‘site’ do clube.

A proprietária do clube determinou que todos os funcionários do clube, incluindo futebolistas, devem aceitar um corte de 50 por cento no salário mensal a partir de abril.

“Aqueles que não puderem ou não quiserem aceitar esse corte salarial podem, obviamente, acordar a rescisão dos seus contratos”, disse a proprietária do clube, cuja equipa ocupa o último lugar da I Liga escocesa de futebol.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da Covid-19, começou em dezembro na China e infetou mais de 210 mil pessoas em 170 países, das quais mais de 8.750 morreram.

Os países mais afetados depois da China são a Itália, com 2.978 mortes para 35.713 casos, o Irão, com 1.135 mortes (17.350 casos), a Espanha, com 558 mortes (13.716 casos) e a França com 175 mortes (7.730 casos).

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Desporto ao Minuto é um portal de notícias de desporto, que organiza as últimas notícias e posts das redes sociais dos clubes em Portugal e, em breve, de todo o mundo!

Desporto ao Minuto 2019, Notícias de Desporto de Última Hora

To Top