bancada.pt

“Há uma lei para o norte e outra para o sul”, diz Capristano

A controvérsia em torno da arbitragem, na última ronda da I Liga, que levou o Benfica a dedicar uma newsletter sobre o tema, mereceu um comentário do antigo vice-presidente do Benfica, José Manuel Capristano, que entende que o FC Porto insiste numa estratégia de pressão permanente.  

“À terceira jornada, o banco do FC Porto já começa. Reparem nos bancos de suplentes de FC Porto, Sporting e Benfica… Qualquer jogada que não colhe para eles, põem-se em pé. É o médico, são os jogadores, é o escândalo”, sustenta.

“É antes, ao longo e depois dos jogos. Começa quando o Sérgio Conceição fala [na conferência de imprensa]. Que sejamos justos e equilibrados. Vejam os comportamentos do banco do FC Porto, Sporting e Benfica”, salienta o antigo dirigente do clube da Luz, num programa da CMTV onde participa como comentador.

O antigo vice-presidente do Benfica não entende este comportamentos e sugere que existe impunidade: “Se qualquer diretor do Benfica fizer 10 por cento do que fazem os responsáveis do FC Porto, é logo expulso”.

“Há uma lei para o norte e outra para o sul. Eu tenho muitos anos disto… Eu sou do tempo em que colegas meus do Benfica tiveram de se refugiar numa ambulância, para não serem vitimados no Porto… Puseram nos balneários um cheirete qualquer e a equipa do Benfica teve de se equipar nos corredores. Mas eu recebo lições dos senhores do FC Porto?”, questiona.

José Manuel Capristano entende que os clubes pequenos “são sempre mais prejudicados pelas arbitragens”, pelo que, segundo a sua opinião, este ruído do FC Porto não se justifica. E entre os três grandes “o Sporting, normalmente, sai mais prejudicado do que FC Porto e Benfica”.

O antigo dirigente, que também reagiu mal aos comentários sobre os processos judiciais que envolvem Luís Filipe Vieira e o Benfica, considera que o FC Porto “não tem razão de queixa” das arbitragens e que tenta, através da “pressão”, criar a ideia de que há prejuízos.

Refira-se que os dragões criticaram a arbitragem, após a derrota com o Marítimo, na terceira jornada da I Liga. O jogo ficou marcado por alguns lances de dúvida, que não mereceram intervenção do VAR.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Desporto ao Minuto é um portal de notícias de desporto, que organiza as últimas notícias e posts das redes sociais dos clubes em Portugal e, em breve, de todo o mundo!

Desporto ao Minuto 2019, Notícias de Desporto de Última Hora

To Top