bolanarede.pt

GP Rússia: E reza a lenda que a Mercedes ganha em Sochi

Este fim-de-semana estivemos de passagem na Rússia, onde, como diz o título, reza a lenda que a Mercedes ganha em Sochi. E, apesar de 2020 ser um ano atípico, neste contexto, nada mudou.

A CORRIDA: O RECORDE AINDA NÃO FOI DESTA, LEWIS

Para quem esteve, nas últimas semanas em Itália, habituado a uma (ou mais!) bandeira vermelha, esta corrida até foi bastante tranquila. Porém, não podia faltar o drama da primeira volta, que aciona o primeiro safety car da corrida.

Safety car em pista, após Carlos Sainz (McLaren), numa saída de pista, terminar a sua corrida, e, momentos depois, Lance Stroll (Racing Point) acaba por fazer o mesmo. Mais uma corrida em que ambos os pilotos acabam por desistir, sendo a segunda consecutiva, e os únicos a não terminar a prova.

Importa referir que esta prova foi marcada por imensas penalizações, estas incluídas para o atual campeão do mundo, Lewis Hamilton (Mercedes), que recebe dez segundos de penalização por infrações feitas antes da corrida. Porém, o piloto britânico recupera da desvantagem e consegue ficar no último lugar do pódio.

Então, se Lewis Hamilton fica em terceiro lugar, foi altura de Valtteri Bottas (Mercedes) aproveitar e, assim sendo, consegue a vitória, seguindo-se Max Verstappen (Red Bull) em segundo lugar.

Para finalizar o top 5, temos Sergio Perez (Racing Point) e Daniel Ricciardo (Renault), que esteve muito bem durante todo o fim-de-semana, e também acabou por ser uma das «vítimas» das penalizações.

Destaque para Charles Leclerc (Ferrari) que, nem se sabe bem como, mas conseguiu um sexto lugar. Já Sebastian Vettel (Ferrari) apenas termina no 13.º posto.

Os restantes pilotos a ganhar pontos foram Esteban Ocon (Renault) que também fez uma corrida excelente; Daniil Kvyat e Pierre Gasly (AlphaTauri) seguem-se em oitavo e nono, com uma estratégia muito pensada por parte da equipa italiana, e Alex Albon (Red Bull Racing), mesmo com a penalização de cinco segundos, ainda consegue o último ponto disponível, numa corrida muito sofrida por parte do tailandês, e também de Lando Norris (McLaren), que não vai além de um 15.º lugar.

Sochi acaba por não ser uma grande surpresa, pois já estamos habituados ao domínio da Mercedes nesta pista. Porém, a grande surpresa é que Sochi acaba por adiar a vitória que permite a Lewis Hamilton bater o recorde de Michael Schumacher. Bem, terá que ficar para Alemanha (ou então não).

Foto de Capa: Mercedes AMG-F1

O conteúdo GP Rússia: E reza a lenda que a Mercedes ganha em Sochi aparece primeiro em Bola na Rede.

Desporto ao Minuto é um portal de notícias de desporto, que organiza as últimas notícias e posts das redes sociais dos clubes em Portugal e, em breve, de todo o mundo!

Desporto ao Minuto 2019, Notícias de Desporto de Última Hora

To Top