bancada.pt

“Estou confiante que iremos ultrapassar a eliminatória”, diz adjunto do Rio Ave

Augusto Gama, treinador adjunto do Rio Ave, mostrou-se hoje “confiante” que a equipa tem argumentos para vencer os bósnios do FK Borac, na partida desta quinta-feira, da segunda pré-eliminatória de acesso à Liga Europa.

Como o técnico Mário Silva ainda não tem as credenciais exigidas pela UEFA, coube ao técnico adjunto ser o porta voz do grupo na conferência de imprensa de antevisão ao desafio, já na cidade Banja Luka, na Bósnia Herzegovina, descortinando “fraquezas” no adversário que o Rio Ave tentará aproveitar.

“É um adversário com alguns jogos oficiais no seu trajeto, que estudámos bem, e estou confiante que iremos aproveitar as fraquezas defensivas que detetámos para vencer e ultrapassar a eliminatória”, começou por dizer Augusto Gama.

Apesar dessas debilidades detetadas, o técnico dos vila-condense também destacou as qualidades do FK Borac para antecipar uma “eliminatória difícil”, apontando que a mesma, disputada a apenas uma mão, será “como uma final”.

“Ofensivamente é uma equipa com jogadores de qualidade, com dois alas que jogam com o pé contrário e jogam com movimentos interiores e gostam de rematar à baliza. Será uma tarefa difícil, mas temos ambição e estamos estamos preparados para continuar em prova”, disse Augusto Gama.

O responsável reconheceu que a equipa vila-condense, que disputou apenas três jogos de preparação nas três semanas de pré-época que completou, “ainda não está a 100%”, numa ideia partilhada pelo médio Tarantini, que apontou uma solução para contornar a falta de ritmo competitivo.

“Temos de colocar em campo toda a nossa experiência e aprender com os erros que tivemos no passado. É um jogo muito especial, que representa muita coisa para nós, e onde sabemos que não há margem de erro” disse o capitão do Rio Ave.

No seu historial de participações nas provas da UEFA, o conjunto vila-condense só por uma vez venceu fora de casa, algo que Tarantini desvaloriza, mas reconhece que, desta vez, o sorteio não beneficiou a sua equipa.

“Era necessário uma pontinha de sorte para jogarmos em casa, pois, apesar de não ser um fator decisivo, ainda para mais sem adeptos, entendo que haja equipas que sejam mais fortes a jogar no seu estádio. Temos a vantagem de o adversário não nos conhecer tão bem, porque ainda não jogámos de forma oficial”, partilhou o médio.

A equipa vila-condense já hoje fez um treino de adaptação ao recinto de jogo, onde os 21 convocados pelo técnico Mário Silva evoluíram sem limitações. As únicas baixas para o desafio são os lesionados Ronan, Júnio Rocha e Diego Lopes, que ficaram em Portugal.

Na comitiva seguiram cinco dos seis reforços assegurados neste defeso: o guarda-redes Leo Vieira, o defesa Ivo Pinto, os médios Francisco Geraldes e Meshino e o avançado André Pereira.

A partida entre o Rio Ave e FK Borac está agendada para as 20:00 (19:00 em Lisboa), no estádio Gradski, na cidade de Banja Luka, na Bósnia Herzgovina, e terá arbitragem do belga Jonathan Lardot.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Desporto ao Minuto é um portal de notícias de desporto, que organiza as últimas notícias e posts das redes sociais dos clubes em Portugal e, em breve, de todo o mundo!

Desporto ao Minuto 2019, Notícias de Desporto de Última Hora

To Top