Visão de Mercado

Benfica sofreu mas Seferovic segurou 1.º lugar; Odysseas, que defendeu 2 penáltis de Gauld, foi o melhor das águias; Grimaldo esteve desastrado; Otamendi cometeu um penálti e ainda falhou no 2-3; Waldschimdt pouco se viu; Darwin continua sem marcar; Farense chegou a dominar na 2.ª parte

Benfica 3-2 Farense (Pizzi 15′ e Seferovic 79′ e 87′; Lucca 54′ e Patrick 90+5)

Não foi fácil mas o Benfica superou o Farense e isolou-se na liderança da Liga. A equipa de Jesus passou por dificuldades, na 2.ª parte os algarvios até fizeram por merecer outro resultado, mas a entrada de Seferovic revelou-se decisiva, com o suíço a resolver com um bis, num jogo em que Vlachodimos defendeu dois penáltis de Gauld (travou o 1.º e a repetição), e que fica marcado pelo mau jogo de Grimaldo e novo apagão de Waldschmidt. Já Darwin continua sem marcar pelas águias mas fez mais um assistência. Otamendi, por sua vez, estreou-se pelos encarnados com o pé esquerdo, ao cometer um penálti e ainda a errar no lance do 2-3.

Benfica: Exibição pobre e desapontante dos encarnados, face à imagem deixada nas primeiras partidas. O conjunto de Jesus fez menos remates que o Farense na primeira parte e chegou a ser dominado pelos algarvios na segunda. Odysseas terá sido a melhor unidade da equipa, o que diz muito do jogo, efetuando várias defesas de qualidade e travando ainda uma grande penalidade (por duas vezes). Na defesa, o estreante Otamendi, apesar da boa primeira parte onde fez vários bons cortes e esteve assertivo no passe, acabou por cometer 2 erros crassos, estando ligado aos 2 golos sofridos, enquanto Grimaldo esteve particularmente mal no momento defensivo (muita dificuldade em defender a profundidade), mas foi decisivo a fazer a assistência para o 2-1, e Jardel voltou a sair lesionado e a ter algumas dificuldades, tal como André Almeida. A dupla Gabriel-Pizzi ficou aquém (demasiado passivos) e no ataque Everton e Rafa, após um bom começo, desapareceram do jogo. Waldschmidt mal se viu, Darwín apesar das boas indicações, continua sem marcar, sendo Seferovic o herói da partida, ao sair do banco para bisar, numa altura em que o Benfica ia passando dificuldades.

Farense: Excelente réplica dos algarvios, que saem da luz com a sensação que podiam ter pontuado. A equipa de Sérgio Vieira equilibrou a partida na primeira parte e na segunda chegou a ser muito superior, ficando a lamentar algum desperdício. Defendi fez algumas boas defesas, o lateral Alex Pinto esteve particularmente bem na defesa, levando a melhor sobre Everton e apoiando o ataque sempre que possível, mas foi do meio campo para a frente que se situaram as melhores oportunidades, com Fabrício Isidoro a efetuar uma grande partida, espalhando técnica e enchendo o campo, Cláudio Falcão, enquanto teve pernas, a ser um esteio defensivo e Jonathan Lucca, provavelmente o melhor em campo, a marcar e a estar excelente ao nível ao definição (vários passes de qualidade no último terço). Ryan Gauld tentou levar a equipa para a frente, mas esteve pouco assertivo, enquanto Stojilikovic viu um belo cabeceamento ser-lhe negado por Vlachodimos.

XI Benfica: Vlachodimos; André Almeida, Otamendi, Jardel, Grimaldo; Gabriel, Pizzi, Rafa, Everton; Waldschmidt, Darwin Núñez
XI Farense: Defendi; Alex Pinto, César, Falcão, Cássio Scheid, Fábio Nunes; Amine Oudrhiri, Fabrício Isidoro, Gauld, Lucca; Stojiljković

O post Benfica sofreu mas Seferovic segurou 1.º lugar; Odysseas, que defendeu 2 penáltis de Gauld, foi o melhor das águias; Grimaldo esteve desastrado; Otamendi cometeu um penálti e ainda falhou no 2-3; Waldschimdt pouco se viu; Darwin continua sem marcar; Farense chegou a dominar na 2.ª parte aparece primeiro no Visão de Mercado.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Desporto ao Minuto é um portal de notícias de desporto, que organiza as últimas notícias e posts das redes sociais dos clubes em Portugal e, em breve, de todo o mundo!

Desporto ao Minuto 2019, Notícias de Desporto de Última Hora

To Top