Visão de Mercado

Benfica na final da Taça de Portugal apesar da exibição paupérrima; Águias, que se fartaram de errar na defesa, marcaram num dos poucos ataques que fizeram; Famalicão teve muitas oportunidades mas só conseguiu superar Vlachodimos em uma ocasião; Ferro voltou a ser ultrapassado com facilidade; Rafa nem se viu; Cervi fez uma assistência incrível

Momento das águias é digno de preocupação? Os encarnados estão na final da Taça de Portugal, e isso é o mais importante, mas esta passagem não deixa de ter um sabor agridoce, devido ao fraco nível de jogo apresentado. O Famalicão já havia estado muito bem na Luz e hoje foi claramente superior, rematando muito mais (18-7) e criando um número muito superior de oportunidades. Valeu às águias a eficácia (marcaram no primeiro remate à baliza que fizeram e só obrigaram Vaná a defender de novo nos descontos) e as várias defesas de bom nível de Vlachodimos, que ajudou a esconder as fragilidades defensivas da turma de Lage. O lado esquerdo, com Ferro de novo a ser facilmente, foi muito permeável e exige-se às águias que pratiquem um futebol de nível superior. Individualmente, Racic e Toni Martínez voltaram a estar em bom plano, ao passo que Florentino, que voltou a jogar mais de um mês depois, acusou a falta de ritmo e Rafa mal se viu (já Cervi provou a sua importância com uma grande assistência).

Famalicão 1-1 Benfica (Toni Martínez 78′; Pizzi 24′)

O Benfica garantiu presença no Jamor ao empatar a um no reduto do Famalicão. Na 2.ª mão da meia-final da Taça de Portugal, a equipa de Bruno Lage fez valer o 3-2 da Luz e consegue regressar a um palco que não pisa desde 2017. Numa partida marcada pelo domínio dos locais, que forçaram Vlachodimos a fazer 7 defesas, Pizzi chegou aos 22 tentos na temporada mas o Famalicão nunca desistiu de lutar, empatando por Toni Martínez após várias oportunidades desperdiçadas mas pecando pelo excesso de individualismo e falta de critério nos minutos finais, quando os encarnados melhor souberam gerir a vantagem.

XI do Famalicão: Vaná; Ivo Pinto, Riccieli, Patrick, Coly Racine; Gustavo Assunção, Pedro Gonçalves, Racic; Diogo Gonçalves, Toni Martínez, Fábio Martins.

XI do Benfica: Vlachodimos; Tomás Tavares, Rúben Dias, Ferro, Grimaldo; Florentino, Taarabt, Pizzi, Cervi; Rafa; Vinícius.

O post Benfica na final da Taça de Portugal apesar da exibição paupérrima; Águias, que se fartaram de errar na defesa, marcaram num dos poucos ataques que fizeram; Famalicão teve muitas oportunidades mas só conseguiu superar Vlachodimos em uma ocasião; Ferro voltou a ser ultrapassado com facilidade; Rafa nem se viu; Cervi fez uma assistência incrível aparece primeiro no Visão de Mercado.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Desporto ao Minuto é um portal de notícias de desporto, que organiza as últimas notícias e posts das redes sociais dos clubes em Portugal e, em breve, de todo o mundo!

Desporto ao Minuto 2019, Notícias de Desporto de Última Hora

To Top