Visão de Mercado

Bayern conquista Liga dos Campeões pela 6.ª vez; Coman decidiu final; Mbappé e Neymar voltaram a estar perdulários; Neuer demonstrou que ainda é dos melhores do Mundo; Bávaros venceram todos os jogos nesta edição

Não foi um jogo arrasador do Bayern, mas a eficácia e gestão da partida fizeram a diferença, premiando assim uma época de sonho, com a conquista de todos os títulos, isto num ano em que até houve uma mudança de treinador (Hans-Dieter Flick assumiu a equipa em Novembro, e de maneira provisória, para fazer história). Coman assumiu o estatuto de herói ao marcar o único golo da partida, Kimmich assistiu, enquanto Goretzka foi melhorando com o decorrer da partida, mas a final teve essencialmente muito de Neuer, que encheu a baliza com 3-4 defesas de alto nível, num jogo em que Lewandowski só por uma vez esteve perto de marcar. Já os parisienses até tiveram as oportunidades mais claras, mas Neymar esteve desinspirado, voltando a falhar uma oportunidade clara e insistindo em demasia nos lances individuais a demasiados ‘kms’ da baliza (nunca lhe saíram bem). Também Mbappé sai desta final 8 com o rótulo de perdulário, num jogo em que Kehrer demonstrou que não pode ser o lateral direito de uma equipa deste nível. 

O Bayern conquistou a Liga dos Campeões ao bater na final o PSG, por 1-0. Coman, aos 59′, apontou o golo que permitiu aos bávaros vencer a prova pela 6.ª vez e fazer o pleno nesta edição com 11 vitórias em 11 jogos. Já a equipa de Tuchel até teve mais oportunidades claras, mas Neymar, Mbappé ou Marquinhos esbarram no ‘muro’ Neuer, que esteve no nível que faz dele um dos melhores de sempre, e ainda não foi desta que a França voltou a ter um campeão na prova milionária. Quanto à partida, nos minutos iniciais o Bayern começou por ter mais bola, mas assim que o PSG entrou no jogo criou logo perigo. Primeiro ameaçou por Mbappé e depois teve uma grande oportunidade nos pés de Neymar, com o brasileiro a permitir a Neuer uma grande defesa. O jogo avivou a partir daí e nos minutos seguintes as oportunidades sucederam-se. Primeiro foi Lewandowski a estar muito perto de inaugurar o marcador, ao rematar ao poste após um grande trabalho individual, depois Di María, após um grande passe de Herrera, a rematar por cima e o próprio espanhol num disparo de fora da área e novamente Lewandowski a cabecear para uma boa defesa de Navas. O jogo abrandou um pouco, mas é no último minuto que surge a melhor ocasião da primeira parte, com Mbappé a falhar uma ocasião primorosa, rematando fraco à figura de Neuer quando estava sozinho no coração da área. A segunda parte começa quezilenta com os jogadores a envolverem-se em picardias e na primeira oportunidade aparece o primeiro golo. Cruzamento de Kimmich e Coman ao segundo poste a cabecear para o 1-0. O Bayern cresceu com o golo e quase voltava a marcar nos minutos seguintes, com Kimpembe e Thiago Silva, à vez, a tirarem o perigo. O PSG respondeu por Marquinhos, mas Neuer continuava intransponível. Os franceses tentavam carregar mas, com Neymar desinspirado, o máximo que conseguiram fazer foi ver Choupo-Moting falhar o desvio ao passe do brasileiro e a vitória foi mesmo para os alemães.

XI PSG: Keylor Navas; Kehrer, Thiago Silva, Kimpembe, Bernat; Ander Herrera, Marquinhos, Paredes; Neymar, Mbappé, Di María

XI Bayern: Neuer; Kimmich, Boateng, Alaba, Davies; Thiago, Goretzka; Gnabry, Müller, Coman; Lewandowski

O post Bayern conquista Liga dos Campeões pela 6.ª vez; Coman decidiu final; Mbappé e Neymar voltaram a estar perdulários; Neuer demonstrou que ainda é dos melhores do Mundo; Bávaros venceram todos os jogos nesta edição aparece primeiro no Visão de Mercado.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Desporto ao Minuto é um portal de notícias de desporto, que organiza as últimas notícias e posts das redes sociais dos clubes em Portugal e, em breve, de todo o mundo!

Desporto ao Minuto 2019, Notícias de Desporto de Última Hora

To Top